Buscar
  • Paula Caputo

NÃO EXISTE VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL, EXISTE VIDA


Já se foi o tempo em que se pregava que a vida profissional não adentra o portão de nossas casas, bem como os problemas pessoais ficam na porta de nossos trabalhos.


Hoje, entende-se que a vida não é compartimentada em áreas hermeticamente fechadas e sem comunicação, muito pelo contrário, essas áreas se mesclam, confundem e até sofrem interferência umas das outras, o que faz com que continuemos atrás do EQUILÍBRIO PERFEITO, apesar de estarmos mais para o DESEQUILÍBRIO PERFEITO, vamos a ele…


Você já observou o seu caminhar?


Não sei se você já reparou, mas para realizar o movimento de passada você precisa se equilibrar numa perna para só então levantar a outra e a jogá-la para frente, apoiar essa que foi jogada e só daí puxar a outra e, assim consequentemente até seu ponto de destino.

Isso é andar, complexo visto assim, né?!


É porque detalhamos passo a passo, mas desde que você aprendeu e aceitou que andar é composto por equilíbrio – desequilíbrio – equilíbrio, você nunca mais questionou, apenas internalizou e continuou a nadar!


Na vida também é assim… A gente busca o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, ora dando mais atenção para uma, ora para outra – o que é absolutamente normal: no trabalho a balança pende mais o profissional, já quando em meio aos nossos filhos, pende para o pessoal. É assim mesmo e tudo bem.


O problema aqui é que, muitas vezes, a gente não enxerga esse desequilíbrio necessário nos afazeres diários para termos o tão sonhado equilíbrio – a harmonia – para gozarmos de uma vida com mais qualidade.


Ou se tem chuva e não se tem sol, ou se tem sol e não se tem chuva” já dizia Cecília Meirelles, é preciso escolher. Sugiro que você eleja sempre aquilo que precisa ser feito agora (e na ausência da urgência) que você eleja aquilo que a deixa mais feliz. Afinal é disso que é feito a felicidade, de momentos.


Acredito que nossa tão sonhada vida de qualidade esteja no aceitar o desequilíbrio entre tarefas, obrigações e prazeres afinal são complementares e, juntos edificam nossa felicidade.


*Artigo originalmente publicado na Revista Statto, em 15 de fevereiro de 2021. Disponível em: https://revistastatto.com.br/lifestyle/comportamento/nao-existe-vida-pessoal-e-profissional-existe-vida/.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo