Buscar
  • Paula Caputo

MUDANÇAS, O MUDAR E A NECESSIDADE DE PERTENCER


Mudanças são a constante da vida, a única certeza que temos – “tudo muda o tempo todo no mundo“, já dizia o poeta.


Mudanças são sobre alterações de coisas, situações ou pessoas. Já, o mudar, aqui, se refere às transformações estruturais em cada ser humano de cunho particular e individual.


Eu já passei por muitas mudanças, só de residência foram 12. Também, teve mudança de bairro e cidade, de emprego e de carreira, de ideias e ideologias, e até de amigos. Sou praticante uma metamorfose ambulante! (Risos)


Quer mudar de vida, de casa ou de ideia conta comigo. Mas… Essa febre que vemos por aí, de acharem que as pessoas precisam mudar a qualquer custo, como se tivesse algo de errado com elas, me enlouquece e me faz desacreditar completamente na humanidade.


Ninguém “tem que” nada.

Liberte-se!


Comer esse ou aquele alimento, fazer esse ou aquele exercício específico, trabalhar CLT ou empreender – cada um sabe o que é melhor para si e quais são as escolhas possíveis para o seu ritmo de vida.


Seguir qualquer modismo que vá contra sua realidade é como querer vestir uma roupa 2 números menores…. Você até pode vestir, mas será no mínimo desconfortável.


Quando você se adéqua a algo ou alguém você se desrespeita, humilha, adoece. E, se esse for o preço pago para pertencer, acredite, é alto demais.


Não queira participar de nada, nem de coisa alguma, que não te aceitem como és.

Se você pensa milimetricamente no que vai falar, o modo mais adequado de se vestir ou de se comportar… Atenção, você pode estar vivendo uma situação de tendência a se diminuir.


Cada um é o que pode ser, e deve ser respeitado por isso. A primeira aceitação vem de nós, orgulhe-se da pessoa que você se tornou – você é a sua melhor versão!


Desejo, que as necessidades de mudança venham, e lhe tomem como um arrombo festivo. Contudo, que venham de dentro, da busca por novos e diferentes resultados. Mas, nunca impostas, exigidas ou chantageadas.


Se não me aceitas como sou, não mereces minhas mais sinceras metamorfoses, evoluções e, consequentemente, minha companhia.


******


#TextoAutoral


*Texto originalmente publicado em https://revistastatto.com.br/lifestyle/social/mudancas-o-mudar-e-a-necessidade-de-pertencer/. Em, 29 de abril de 2020.

0 visualização

(51) 995 666 999

©2019 by Paula Caputo. Proudly created with Wix.com