Buscar
  • Paula Caputo

Gestão Emocional: Por que Desenvolver?

Atualizado: 14 de Jan de 2019





Para você que não sabe, o método da Gestão Emocional surgiu de uma percepção minha durante meus atendimentos clínicos, nos quais, percebi que não adiantava estancar um problema de determinada ordem somente no setor da vida onde este parecia, á primeira vista, ter maior repercussão, pois esse se estendia por todos os outros os setores, direta ou indiretamente.


Assim, o método Gestão Emocional é um meio de trabalhar a origem de todas as nossas dificuldades. Digo nossas, porque somos todos humanos e nossas emoções permeiam nossos pensamentos e ações – e, é assim pra todo mundo!


Vamos entender isso melhor...


Emoção consiste na resposta a algum estímulo que recebemos, por isso não pode ser confundida com sentimento, pois sentimento é o resultado da emoção, ou seja, a forma como traduzimos aquilo a que fomos expostos.



No entanto, é necessário que se esteja atento as emoções. E, é por esse motivo que se autoconhecer e, o modo que pensamos são tão importantes - porque precisamos reconhecer (o estímulo – o gatilho), aceitar e acolher (o que vivenciamos), para só então refletir (pensar sobre o que aconteceu) e nomear (a forma como sentimos).


Por isso a importância do método Gestão Emocional, pois emoções geram pensamentos (sentimentos) que geram comportamentos. Ou seja, é necessário pensamentos/sentimentos saudáveis, a fim de gerar comportamentos com maior qualidade, para só aí, se ter uma tomada de decisão devidamente qualificada em todos os parâmetros da vida – sistêmica.

Você deve estar pensando...


Ok, entendi. Mas, quais os benefícios práticos disso tudo?

Todos!


Desde proporciona uma melhor qualidade de vida, equilibrada nas diferentes áreas (amorosa, profissional, pessoal, familiar, etc), quanto maximizar o autoconhecimento, proporcionando maior empoderamento, assertividade na comunicação, nas relações e na organização pessoal, para que você faça o melhor uso de suas capacidades, habilidades e do seu tempo.


Vamos detalhar mais um pouco, vejamos:


*Autoconfiança - reconhecer e aceitar quem se é, habilidades, talentos, conquistas e vitórias. Sentirá a vida acontecendo e evoluindo.


*Autoconhecimento - melhor clareza do que deseja, se expressar de forma mais assertiva no trabalho e nos relacionamentos, e se posicionar melhor na vida como um todo.


*Autocontrole - deixará de ser vítima de suas emoções, de seus pensamentos. Passará a sentir, agir e pensar de forma mais fluída, no controle total do que deseja viver.


*Ressignificação - melhor análise do que viveu, sem ficar remoendo o passado, livrando-se de todos os achismos: "se eu tivesse feito diferente". Seguindo em frente, perdoando-se e entendendo que errar faz parte do processo, ajustará as velas e seguirá de cabeça erguida em busca de seus sonhos e objetivos.


*Empoderamento - resgate e reconhecimento do que realmente lhe faz forte. Reconectando-se com sua essência. Aceitando e acolhendo a si e suas imperfeições. Reconhecer e aceitar seus desejos e necessidades, Se priorizando e se cuidando com mais atenção.


Assim, o método Gestão Emocional proporciona desenvolver e potencializar uma melhor organização emocional e comportamental, permitindo que você tenha mais tempo para o que gosta e para os quem ama, com uma comunicação mais clara, limpa e objetiva. E, consequentemente, uma maior e melhor qualidade de vida sistêmica.


************

Autoconhecimento também se aprende.

-Vamos juntos?

Paula Caputo
10 visualizações

(51) 995 666 999

©2019 by Paula Caputo. Proudly created with Wix.com