Buscar
  • Paula Caputo

A NATUREZA DA MUDANÇA – REFLETINDO SOBRE PESSOAS E MUDANÇAS


Sempre que vejo algum anúncio sugerindo que a pessoa mude – de vida, de rumo, de emprego, de carreira, de qualquer coisa – já me dá um nojinho!


Explico!


Penso: Que raio de balaio coletivo é esse, que todo mundo é atirado ali e precisa mudar sei lá o quê ou para quê?!

Deus, Oxalá, Alá, Buda, Anjo da Guarda (ou quem se dispuser) que nos livre dessas sandices!!! Afff…


MUDAR É CAMINHO SOLITÁRIO, INDIVIDUAL E PARTICULAR!


Não existe um “jeito certo de mudar”, muito pelo contrário: mudar surge da necessidade de estar se buscando resultados diferentes daqueles que se está obtendo.


Ou seja, com as armas (características e habilidades) que se tem é praticamente impossível ganhar tal jogo ou passar de nível ou mesmo pular uma etapa.


Aí, se a pessoa QUISER/DESEJAR, essa é a hora de realizar algumas mudanças (desenvolver habilidades, desenhar novas estratégias, redesenhar objetivos, etc) para que seus sonhos tenham linha de chegada determinada.


Mas…. Lembre-se, vários caminhos levam a Roma!


E, quem disse que você não chegará com as armas que tem?!


-Talvez, você não escolha o caminho mais simples;


-Talvez, você leve mais tempo;


– Talvez, você rale os joelhos.

#ETaTudoBem


Por que cada um tem um caminho, um aprendizado a desenvolver, limites e obstáculos a superar.


Todavia, a probabilidade, de você chegar ou não, onde deseja são as mesmas (50% de chance de chegar e 50% de não chegar).


O que difere quem chega de quem não chega ao seu objetivo, é o fato de você se colocar em movimento. É só quando a gente começa a caminhar que o caminho se constrói e a clareza, que ás vezes não se tem no início do processo, começa a acontecer.


Às vezes, essa clareza recebe o nome de energia ou vulnerabilidade (aquele start para você se jogar na sua missão) para você se reinventar a cada tombo, de superar possíveis humilhações e se reinventar quantas vezes for necessário ATÉ conquistar seu propósito maior.


Então, da próxima vez que ler a palavra “mudança” por aí, sugiro que você comece se questionando: Realmente, preciso mudar alguma coisa em mim ou, foi apenas uma sugestão de alguém que nem me conhece ou sabe do que preciso?


Só você é capaz de dizer do que precisa!


E, não titubeie – nós Coaches partimos do pressuposto de que QUALQUER pessoa já possui todas as artimanhas de que necessita para se realizar, mesmo que, às vezes, estejam adormecidas (ou mesmo esquecidas) dentro de você.


Todavia, se precisar de uma mãozinha para extrair ou lapidar todo esse potencial aí, é só chamar – sou viciada em promover resultados e potencializar vidas!


*Artigo Originalmente Publicado na Revista Statto em 15 de maio de 2021. Disponível em: https://revistastatto.com.br/bem-estar/razoes-de-viver/a-natureza-da-mudanca-refletindo-sobre-pessoas-e-mudancas/

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo